quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

1

O VOCABULÁRIO segundo Débora Fagundes dos Santos!



Oi, gurias, tudo bem?
Por aqui, as coisas andam no ritmo das 'assimilações'.
Hoje o Claudio convidou o Gui para irem buscar umas mudas de coqueiro pra colar perto da piscina; claro que ele queria muito mais do que isso, a intensão era ter um espaço só deles para conversar.
O saldo: Segundo meu amado companheiro, foi positivo; ele disse que pode expor muitas coisas pro Gui, e, que ele não contestou nenhuma, nem negou nada daquilo que o Claudio afirmou saber que ele andava fazendo....
Agora, é tempo ao tempo e pedir a Deus que o encaminhe, nos fortaleça e que consigamos seguir, de preferência tirando disso tudo só a lembrança de um momento de rebeldia juvenil
No mais, nosso final de semana foi muito bom, a Vitória veio passar a tarde com a gente, fiz uma gostosa nega maluca e a noitinha levei os dois para pegarem filmes, para curtirem a dois.... 

Agora todos já dormem, e, estão bem, graças à Deus!

Foto: Uma festa boa, acompanhado de uma tarde demais e com a companhia perfeita, agradeço muito por poder estar contigo anjo, tu me faz bem de um jeito imenso. Aquela noite foi muito boa e a tarde melhor ainda. Nossa primeira foto hehe, aishiteru itsumo Vitória <3

*O meu Gui e a Vitória - uma guria linda, e, de uma cabeça admirável... que tem ajudado muito o meu filho - em uma das noites de carnaval......

Mas, esse post, hoje é pra falar da minha pequena.... minha rica flor que Deus plantou pra mim no meu jardim.... a Débora.
Aqui está o registro de algumas das palavas que ela anda proferindo... ou seja é um novo dicionário: o dicionário, segunda Débora Fagundes dos Santos.... que Aurélio que nada, rsrs....
Olhem quanta coisinha fofa sai dessa boquinha.
Ah, agora passa os dias dizendo: "Nunca, nunca, nunca bejo sapo! Eca, eca, eca!!!" por conta da fala da princesa Tiana, do filme A princesa e o Sapo... rsrs... é 'qualquer coisa' ver ela repetindo isso do nada, mas, a toda hora....rsrs. 
Bom, apertem os cintos que lá vão as palavras portuguesas REPAGINADAS, ou DEPAGINADAS....rsrs...

CHULELO - CHINELO
BUTAVO - GUSTAVO
QUEMES - CREMES,  todos....e, ela adooora se embisuntar.....
FIFI - REFRIGERANTE
GUINGUIN - PINGUIM
BIDU é o nome do nosso cachorro, PORÉM, é a desinência para TODOS os demais cachorros do mundo!
PETÍ - era o nome da gatinha que a minha tia tinha; uma siamês bem dengosa, e, que a Débora adorava, PORÉM, igual a Bidu,é a desinência para TODOS os demais cachorros do mundo!
DILIGI - DIRIGIR
MECADO - MERCADO
DÊDÊRA - MAMADEIRA
TÊTÊ - MAMA NO PEITO
PES-CINA - PISCINA
BARRABA - Que ela gosta muito, aliás - BETERRABA
TOLHALHA - TOALHA
FOFUME - PERFUME
OLELA - ORELHA
BONETE - SABONETE
TABALANDO - TRABALHANDO
PUFUME - PERFUME -  que aliás tenho que colocar em lugares bem altos, porque a danada não pode ver que tem que 'tomar banho'. Esses dias ela pegou um que era com válvula de spray, com o obviamente ela não tinha força pra segurar o vidro e apertar, o que ela fez? deixou de lado??? Que nada! Encostou na parede e APERTOU!!!!!! rsrs... É ou não é a princesinha gênio da mamãe?! Aí meus sais....rsrs....


Alguns momentos da minha figura... LINDA!

Passeando sob a supervisão do mano Gu.









Eta guria que gosta de automotivos!!!!

Minha menina prendada... por conta pegou a cadeirinha e simplesmente disse: Vou lava louça! E, foi!!! rsrsrs


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

7

Dor de MÃE

Sabe, gurias, nem de longe me considero a melhor das mães; tenho consciência de que sou falha em muitas coisas.... mas, em relação aos meu filhos, carne da minha carne, poxa vida, tudo que mais queria era acertar... mas, infelizmente, volta e meia vou descobrindo que alguma coisa saiu ou anda saindo muito errada...
Ontem, poderia ser simplesmente mais uma noite como outra qualquer... Chuvinha batendo na janela, barulhinho agradável, mas, uma conversa que se oportunizou e DEUS predestinou foi o suficiente para que o meu fim de noite, minha madrugada e todos os dias daqui por diante sejam muito sofridos.... ao menos até realmente encontrarmos uma luz que nos conduza de volta pra vida que todos sempre desejamos....
Ontem, infelizmente, soube que meu filho mais velho é usuário de maconha, mas, bastasse pra me deixar esticada no chão, soube que um rapaz que vem aqui em casa, inclusive que eu dei aula na 4ª série e por esse motivo começou a frequentar aqui, já deu duas vezes cocaína pro meu filho....
Bastou! Um pedaço meu adormeceu, morreu... Olha fazia tempos que não soltava um choro tão sofrido....desesperado....
Tinha vários ímpetos: sair, pegar o Guilherme pelo pescoço, colocar sentado de frente pra mim e perguntar em bom tom: PORQUÊ?
Ir na casa desse DESGRAÇADO, porque é isso que ele é. Se quer usar, problema dele, mas vir aqui, ser recebido bem, e trazer essas imundicias pro guri? Lanhar a cara dele a unhas, que seja. Espancar. até MATAR! Juro!!! Desculpe, a sinceridade... mas, é esse o sentimento no momento.
Claro, ninguém colocou uma arma na cabeça dele pra ele usar, mas, infelizmente pro meu total desespero ele é fraco, inconsequente, imaturo, e fez uso....
E, agora....???????????
Tô me sentindo de pés, mãos, amarradas, porque quem me contou foi a namorada dele, uma ótima influência, e me pediu categoricamente que eu não dissesse que foi ela quem contou.
Mas, se eu falar qualquer coisa, ele vai saber que foi ela, porque naquela noite na piscina só estavam os dois e ela já tinha vindo pro quarto, que o Guilherme depois foi buscá-la já alterado e ai ela perguntou oque ele tinha feito e ele confessou o uso da porcaria.
Com relação a esse desgraçado, queria arrumar uma maneira de jogá-lo dentro de uma prisão, a pior e mais cruel possível, pra ele sentir na pele que ninguém tem o direito de destruir ou oportunizar a destruição de uma vida.
Acredito que nunca tenha dito por aqui, mas, meu marido é oficial e trabalha no Ministério Público aqui do RS, se, eu conseguir pegar essa praga não é nada difícil conduzir as coisas através da justiça, que nesse caso não há de ser lenta, lerda, nem falha!
Ele está viajando, Liga toda noite pra sabermos como estamos, e agora a pouco ligou e eu tendo que fazer cara de paisagem pra não deixá-lo preocupado por telefone, o que não resolveria nada...mas, tô contando os minutos pra que ele chegue de uma vez. Quero um abraço. Quero o colo da minha fortaleza..... e, sei que juntos vamos conseguir pensar melhor....
Quanto ao Guilherme, ontem ele foi dormir com o pai dele.....
Que dor, imaginar ele dormindo.... Meu Deus. É o MEU GURI!!! AMO tanto, tanto.... e, ele me destrói. SE destrói.......Que pecado, meu Deus.
Ele é tão lindo.... é alegre, geralmente, calmo. Muito quieto, Mata tudo no peito, dificilmente fala sobre si ou seu problemas. Não demonstra objetivos. Diferente do Gu, que agora, quer porque quer fazer um quarto separado pra ele, porque disse que não aguenta mais a bagunça dos guris; mas, disse que ele quer fazer o quarto, do seu jeito. desde a compra dos materiais, e, dia 18 já vai ao Uruguai, comprar umas coisas pra multiplicar o dinheiro da sua poupança pra começar o seu projeto....
São a água e o vinho......
Ai que dor....vocês não fazem a ideia do desespero. Do aperto no peito....
E, os meus pais, que são doentes por esses netos? Sou filha única, já disse, e os guris e a Débora são a vida deles..... Minha mãe morre, se descobre uma coisa dessas,. meu pobre pai, que volta e meia pega o Guilherme e 'descasca', nem se fala......
Hoje já fui direto pra internet procurar psicólogas clinicas, enfim... e. a tarde vou na psicóloga que ele frequentou há dois anos pra saber o que de imediato eu faço, porque alguma coisa tem que ser feita de imediato; não dá pra ficar enrolando agora.......
Desculpe o desabafo, mas até o Claudio chegar, é por aqui que eu posso, além de chorar, 'falar', desabafar...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 10 de fevereiro de 2013

15

Minha mesa OITAVADA!

Oi, gurias. Muita festa por ai?
Aqui na casinha a ideia é levar a Débora, à tarde, no clube, - o único da cidade, diga-se de passagem!- aff!!!- para curtir carnaval das crianças, já que os papais não são lá dos mais fuliões... e, o pai dela ainda trabalhou essa noite, tá quebrado o coitado; mas, agora almoça, dorme um soninho e lá pelas 17h vamos cair na gandaia...rsrs.
Mas, o titulo do post é MESA OITAVADA, né?  - Tô dizendo que a pessoa 'fala' pelos cotovelos....-
Já havia falado algo sobre a compra da bonitona aqui, mas, como só ontem terminei o joguinho americano que estava fazendo para ela, só hoje é que posso mostrar o cenário completo!
O povo aqui de casa, só aumenta: agora temos umas noras...rsrs. então, o espaço em uma mesa de seis lugares, volta e meia, fazia alguém comer meio 'escantiado', e isso me desagradava; e então veio a solução: a minha rica mesinha de 8 lugares. 
Tô apaixonada por ela, gente!
Sabe quando se olha uma coisa que se adquiriu e fica faceirinha, faceirinha? pois então, tô assim com ela. 
Tem um ótimo espaço, 1,80 de lado a lado, ou de canto a canto, sei lá...rsrs... e é um peso.... assim, eu demoro mais um pouco pra ficar trocando a bichinha de lugar. 
Sem se falar no disco giratório, que eu ameei!!! Show de bola colocar os pratinhos ali todos servidinhos e  ir só girando o prato, sem aquele cruza prato pra lá, cruza prato pra cá, atravessa o braço na frente de um, na frente de outro, que estava levando o garfo justamente na hora na boca - aqui sempre acontecia disso.... casa cheia de ogros nada politicamente corretos à mesa, já viu, né?! Exagero... meus ogrinhos são educados viu? Podem nos convidar para jantar sossegados....
Agora, vivo passando lustra móveis e cuidando da bichinha....  
P.s.: As cadeiras, ainda estamos usando as da outra mesa, porque o conjunto sai bem salgado.... e, com sal marinho! rsrs. mas, lá pra abril, se Deus quiser, poderemos concluir essa compra. Até lá, essas estão quebrando o galho na boa, muito embora sejam da cor mogno e a mesa por ser de outro tipo de madeira mesmo, é bem mais escura. 

Bom, chega de falatório e vamos as fotinhos, que é o que deixa isso aqui tudo um pouco mais real, né?



Eu quem fiz!

Todos os lugares americanos têm manta acrílica para proteger do calor.



 
Beijos cheios de brilhos e com sabor de alegria nesse carnaval! E, não se esqueçam de alertar: Folia é bom, mas VIDA saudável é melhor ainda, portanto galerinha não esqueçam da camisinha... muito beijo na boca também até pode ser bom, mas, é uma porta de entrada para doenças também, então manter um certo cuidado nunca é demais, né?!
Até o próximo post..... 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

6

Novidades pro meu banheiro!

Oi gurias. Tudo bem? Desejo profundamente que sim.
Hoje vim mostrar pra vocês a última que inventei pro meu banheiro... 
Sabe aqueles dias que se olha para um canto, olha para o outro e pensa: ai bem que eu podia fazer alguma coisinha bacana para enfeitar... - não bastasse as mil e uma atividades que diariamente se tem, ainda se fica inventando coisas para reduzir o tempo ou aumentar a correria; sim porque a pessoa aqui, de tão impaciente que é, dificilmente larga o osso antes de terminar, ou seja, começa uma coisa e não larga da pobre sem acabar; indiferente a horários.... por isso minha dificuldade em fazer tricô, crochê e ponto cruz - atividades que acho lindíssimas, e, aprendi com minha mãe bem novinha, mas, que minha paciência não resiste e bate no tatame pedindo arrego...
Mas, enfim... semana passada o alvo foi o banheiro do quarto meu e do marido. 
Entrava, olhava para a bancada e pensava: bem que eu podia incrementar...mas, com o quê? 
E não é que me veio a brilhante ideia de reaproveitar uma das bandejinhas que tinha sobre a comoda do quarto da Débora?
Mãos a obra. Tirei o tecido que havia. Recortei outro, poá de vermelho - ando na onda dos vermelhos-, e colei com cola branca diluída em água, dei mais umas duas demãos de tinta PVA branca e pronto,  coloquei no banheiro. 
Não é que gostei um monte do resultado final.
A bancada do banheiro ficou bem grande, cabe muuuitas coisinhas até, ai tenho que estar é me policiando pra não 'empitacar' - o que infelizmente é uma forte tendência minha. E o marido já gosta de tudo mais clean- eca! rsrsrsrs... mas, daqui e dali vamos contra balançando, geralmente a meu favor, admito...rsrs...
Bom, é isso. 
Dêem uma olhada e me digam o que acharam, tá?
Beijos

Aqui ela já prontinha. Encapada com tecido poá de vermelho. AMO!

Já cheia de coisinhas...




Cestinha com uns sabonetinhos perfumados...


Tem até um vaso com Espada de São Jorge no meu banheiro. AMO plantas por todos os lugares.

A bandeja e a caxinha de tecido igual.

Essa é outra arte que eu fiz! E olhem o tecido poá de fundo ali. O mesmo da bandeja.



A bancada é bem grande mede 1,80x0,60 dá pra colocar muitas coisinhas sobre ela. O problema é que eu me empolgo....

Adoro essa bancada que o meu marido fez. Quando estava no hospital entre idas e vindas ele a deixou prontinha. Quando chegamos em casa o banheiro estava prontinho e lindo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 3 de fevereiro de 2013

6

A quem possa interessar...

Relato da EX-PAQUITA PATRÍCIA do programa da XUXA

 Leia, e repasse para quantas pessoas conseguir.........

Meu nome é Patrícia, e encontro-me no momento quase sem
forças, mas pedi para a enfermeira Dane minha amiga escrever esta carta que
será endereçada aos jovens de todo o Brasil, antes que seja tarde demais:

Eu era uma jovem 'sarada', criada em uma excelente família de classe média
alta Florianópolis. Meu pai é Engenheiro Eletrônico de uma grande estatal e
procurou sempre para mim e para meus dois irmãos dar tudo de bom e o que tem
e melhor,inclusive liberdade que eu nunca soube aproveitar.

Aos 13 anos participei e ganhei um concurso para modelo e manequim para a
Agência Kasting e fui até o final do concurso que selecionou as novas
Paquitas
do programa da Xuxa. Fui também selecionada para fazer um Book na Agência
Elite em São Paulo.

Sempre me destaquei pela minha beleza física, chamava a atenção por onde
passava. Estudava no melhor colégio de 'Floripa', Coração de Jesus. Tinha
todos os garotos do colégio aos meus pés.

Nos finais de semana freqüentava shopping, praias, cinema, curtia com minhas
amigas tudo o que a vida tinha de melhor a oferecer às pessoas saradas,
física e mentalmente.

Porém, como a vida nos prega algumas peças, o meu destino começou a mudar em
outubro de 2004. Fui com uma turma de amigos para a OKTOBERFEST em Blumenau.
Os meus pais confiavam em mim e me liberaram sem mais apego. Em Blumenau,
achei tudo legal, fizemos um esquenta no 'Bude', famoso barzinho na Rua XV.

À noite fomos ao 'PROEB' e no 'Pavilhão
Galego' tinha um show maneiro da Banda Cavalinho Branco. Aquela movimentação
de gente era "trimaneira''.

Eu já tinha experimentado algumas bebidas, tomava escondido da minha mãe o
Licor Amarula, mas nunca tinha ficado bêbada. Na quinta feira, primeiro dia
e OKTOBER, tomei o meu primeiro porre de CHOPP.

Que sensação legal curti a noite inteira
'doidona', beijei uns 10 carinhas, inclusive minhas amigas colocavam o CHOPP
numa mamadeira misturado com guaraná para enganar os 'meganha', porque menor
não podia beber; mas a gente bebeu a noite inteira e os otários' não
percebiam.

Lá pelas 4h da manhã, fui levada ao Posto Médico, quase em coma alcoólico,
numa maca dos Bombeiros.. Deram-me umas injeções de glicose para melhorar.
Quando fui ao apartamento quase 'vomitei as tripas', mas o meu grito de
liberdade estava dado. No dia seguinte aquela dor de cabeça horrível, um mal
estar daqueles como tensão pré-menstrual. No sábado conhecemos uma galera de
S. Paulo, que alugaram um ap' no mesmo prédio. Nem imaginava que naquele dia
eu estava sendo apresentada ao meu futuro assassino. Bebi um pouco no
sábado, a festa não estava legal, mas lá pelas 5:30 h da manhã fomos ao 'ap'
dos garotos para curtir o restante da noite. Rolou de tudo e fui apresentada
ao famoso baseado 'Cigarro de Maconha', que me ofereceram.

No começo resisti, mas chamaram a gente de 'Catarina careta', mexeram com
nossos brios e acabamos experimentando. Fiquei com uma sensação esquisita,
de baixo astral, mas no dia seguinte antes de ir embora experimentei
novamente.
O garoto mais velho da turma o 'Marcos', fazia carreirinho e cheirava um pó
branco que descobri ser cocaína. Ofereceram-me,mas não tive coragem naquele
dia.
Retornamos a 'Floripa' mas percebi que alguma coisa tinha mudado, eu sentia
a necessidade de buscar novas experiências, e não demorou muito para eu
novamente deparar-me com meu assassino 'DRUGS'.
Aos poucos, meus melhores amigos foram se afastando quando comecei a me
envolver com uma galera da pesada, e sem perceber, eu já era uma dependente
química, a partir do momento que a droga começou a fazer parte do meu
cotidiano.

Fiz viagens alucinantes, fumei maconha misturada com esterco de cavalo,
experimentei cocaína misturada com um
monte de porcaria.

Eu e a galera descobrimos que misturando cocaína com sangue o efeito dela
ficava mais forte, e aos poucos não compartilhávamos a seringa e sim, o
sangue que cada um cedia para diluir o pó.

No início a minha mesada cobria os meus custos com as malditas, porque a
galera repartia e o preço era acessível. Comecei a comprar a 'branca' a R$
10,00 o grama, mas não demorou muito para conseguir somente a R$ 20,00 a
boa, e eu precisava no minimo 5 doses diárias.

Saía na sexta-feira e retornava aos domingos com meus 'novos amigos'. Às
vezes a gente conseguia o 'extasy', dançávamos nos 'Points' a noite inteira
e depois... farra!

O meu comportamento tinha mudado em casa, meus pais perceberam, mas no
início eu disfarçava e dizia que eles não tinham nada a ver com a minha
vida...

Comecei a roubar em casa pequenas coisas para vender ou trocar por drogas...
Aos poucos o dinheiro foi faltando e para conseguir grana fazia programas
com uns velhos que pagavam bem.
Sentia nojo de vender o meu corpo, mas era necessário para conseguir
dinheiro. Aos poucos toda a minha família foi se desestruturando. Fui
internada diversas vezes em Clínicas de Recuperação.
Meus pais, sempre com muito amor, gastavam fortunas para tentar reverter o
quadro.
Quando eu saía da Clínica agüentava alguns dias, mas logo estava me picando
novamente. Abandonei tudo: escola, bons amigos e família.

Em dezembro de 2007 a minha sentença de morte foi decretada; descobri que
havia contraído o vírus da AIDS, não sei se me picando, ou através de
relações sexuais muitas vezes sem camisinha.

Devo ter passado o vírus a um montão de gente, porque os homens pagavam mais
para transar sem camisinha.

Aos poucos os meus valores, que só agora reconheço, foram acabando, família,
amigos, pais, religião, Deus, até Deus, tudo me parecia ridículo.

Meu pai e minha mãe fizeram tudo, por isso nunca vou deixar de amá-los.

Eles me deram o bem mais precioso que é a vida e eu a joguei pelo ralo.
Estou internada, com 24 kg, horrível, não quero receber visitas porque não
podem me ver assim, não sei até quando sobrevivo, mas do fundo do coração
peço aos jovens que não entrem nessa viagem maluca...
Você com certeza vai se arrepender assim como eu, mas percebo que é tarde
demais pra mim.

OBS.: Patrícia encontrava-se internada no Hospital Universitário de
Florianópolis e a enfermeira Danelise, que cuidava de Patrícia, veio a
comunicar que Patrícia veio a falecer 14 horas mais tarde depois que
escreveram essa carta, de parada cardíaca respiratória em conseqüência da
AIDS.

Por favor, repassem esta carta. Este era o último desejo de Patrícia.

POR FAVOR AMIGOS, PEÇO-LHES ENCARECIDAMENTE QUE ENVIEM ESSA CARTA A
TODOS...SE ELA CHEGOU A SUA MÃO NÃO É POR ACASO!
SIGNIFICA QUE VOCÊ FOI
ESCOLHIDO PARA AJUDAR ALGUÉM!!!


Não é uma das postagens mais legais de se fazer...mas, é bom sempre alertar, ainda mais com exemplos reais... infelizmente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...